17 DE JUNHO DE 2010

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

17 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Admin em Ter Set 29, 2015 3:34 pm

Antes de ir pra casa Jay não deixou de mandar uma mensagem para o Detetive Soap, descontando toda a sua frustração. Talvez a sinceridade do detetive tivesse deixado Jay desconcertado ou então ele não quisesse enxergar a possível verdade de tudo ali.
Então, depois de passar numa banca ele retornou para casa para dormir.

A noite foi mais tranquila que a anterior. Jay não chegou a ter um pesadelo, ou se teve, não conseguia se lembrar.
Quando acordou, ele percebeu que havia uma mensagem na sua secretária eletrônica.
Colocando-a para tocar, ele ouviu.

*VOCÊ... TEM... UMA... MENSAGENS... ÀS... CINCO... E... TRINTA... E... SEIS...*

PIIIII!

Era a voz de sua avé. Estava cansada, baixa... fraca.

Avó: Jay... Jay, eu... Jay....

Um barulho muito baixo no telefone seguiu depois da voz da velha ter silenciado. Como se algo tivesse sendo esfregado no microfone. Então.

PIIIIII!

*FIM... DA... MENSAGEM...*
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 58
Data de inscrição : 25/06/2015
Idade : 31

Ver perfil do usuário http://thefivegates.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 17 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Jay Carter em Sab Out 03, 2015 3:56 pm

Vó? .... alô vó? A senhora está bem?

Mas a resposta não vem. Jay fica nervoso e acende seu cigarro, fumando enquanto troca de roupa às preças e chegando a se queimar com o cigarro.

Merda! - ele sacoleja os dedos colocando sob a água fria - O que será que você fez vó? Espero que não tenha deixado de tomar seus remédios pra pressão de novo

Jay é um homem precavido e enquanto sai de casa, ainda calçando os sapatos liga para a emergência. Após ouvir a voz enjoada da menina que atende ao outro lado ele fala rapidamente.

- Alô moça? Tenho uma emergência! Creio que minha avó esteja tendo um ataque cardíaco. Ela me ligou e estava passando muito mal. Preciso de uma ambulância! Ela mora nos pântanos, na entrada da Mozart street, dois quilômetros após o final do asfalto existe uma entrada à esquerda, a casa dela fica a mais três quilômetros a partir dessa entrada

Ele desliga o telefone e continua pisando fundo, apenas reduzindo em sinais e se desconfiar da existencia de uma viatura. Ele procura deixar marcas de pneu na terra do caminho da casa de sua avó.
avatar
Jay Carter

Mensagens : 11
Data de inscrição : 07/09/2015
Idade : 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum