16 DE JUNHO DE 2010

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

16 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Admin em Seg Set 07, 2015 3:14 pm


Jay foi levado pelos policiais até a delegacia do Distrito Francês. Ele não algemado e nem molestado. Alguns vizinhos olhavam curiosos para ver do que se tratava, mas os policiais não deram explicações.
Quando chegaram lá, os guardas o escoltaram até o escritório dos detetives. Lá haviam duas mesas, onde uma tinha uma plaqueta escrita Det. Nash e a outra Det. Soap. A do detetive Soap não tinha ninguém sentada. Já na outra, ele podia ver o detetive Nash.


Det. Nash

Junto com o detetive Nash também estão outras pessoas que Jay não via há anos. Tratavam-se dos familiares das outras vítimas que também haviam sido levados à delegacia.

Nash: Olá, senhor Carter. Com a sua chegada acho que não falta mais ninguém.


Prof. Kimball e Sra. Kimball


Casal Vonton


Sra. Dougan

Sra. Kimball: A polícia tem alguma pista do paradeiro de nossa filha... de nossas filhas, detetive?

Prof. Kimball: Acalme-se Joanne. Deixe o detetive explicar. Detetive, por favor...?

Nash: Obrigado, professor. Bem, eu chamei vocês aqui para informar que estamos reabrindo o caso de suas filhas desaparecidas. O corpo da jovem Michelle já foi levada ao necrotério, onde faremos toda a biópsia e acreditamos poder nos levar a novas pistas e, quem sabe, ao paradeiro das vítimas.

Sra. Vonton começava a chorar. Seu marido a abraçava.

Sr. Vonton: Não acham que já sofremos o suficiente? Quanto tempo mais vão nos torturar com isso?

Nash: Sr. Vonton, eu suplico que tenha paciência.

Sra. Vonton: Paciência? Paciência!? Uma das garotas desaparecidas aparece morta por aí e você quer que pensemos o quê, detetive?

Nash: Eu...

Sra. Vonton: Você não é pai! Não pode entender! Não me peça paciência!

Sr. Vonton: Obrigado pelo seu tempo, detetive. Vamos, querida...

Ele foi retirando a mulher descontrolada da sala. Agora estavam apenas a Sra. Dougan, o professor Kimball, sua esposa, o detetive Nash e Jay Carter.
O detetive suspirou e pegou uma pasta. Ele a abriu e colocou uma foto em cima da mesa.

Nash: Eu preciso que vocês olhem isso com bastante cuidado. Algum de vocês já viu isso antes?


Jay nunca tinha visto, mas tinha certeza de que era algum tipo de símbolo haitiano ou hondurenho.

Nash: Bem... se algum de vocês tiver algo novo a relatar. Qualquer pista, qualquer coisa... seria muito útil.

Os outros casais não tinham nada, mas Jay tinha a ligação que recebeu hoje de manhã. A questão era... valia a pena relatar?
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 58
Data de inscrição : 25/06/2015
Idade : 31

Ver perfil do usuário http://thefivegates.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 16 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Jay Carter em Seg Set 07, 2015 5:07 pm

Jay analisa o comportamento dos outros na sala.
"Então mais crianças tinham desaparecido? Todas meninas, por sinal?"
Ele espera a sra Vontonl sair depois de seu ataque nervoso e aproxima -se da mesa sem tocar a foto e reparando no estranho desenho. Busca em sua memoria algo que não torna aquele desenho tão estranho... a casa de sua avó. A vó Judit era praticante do voduismo, e profunda conhecedora das artes ocultas caribenhas. Jay lembra-se do mesmo tipo de traço em algum livro ou afresco da casa dela. Uma cabana ao meio do pântano onde ela vivia e lhe dava arrepios desde sua infancia. Agor Judit preferia se isolar do mundo depois da morte do marido.

- Com certeza é de cunho caribenho, mas não posso dizer com certeza o que significa - ele toma a foto nas maos pela primeira vez - aquilo é uma maquina de xerox, detetive? Se incomoda de me tirar uma cópia?

Ele espera até que a cópia lhe seja entregue e inaga.

- pode me dizer o que esse desento tem a ver com o caso?
avatar
Jay Carter

Mensagens : 11
Data de inscrição : 07/09/2015
Idade : 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 16 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Admin em Ter Set 08, 2015 1:19 pm

O detetive Nash acha estranho o pedido de Jay para tirar uma cópia da foto. Ele franze o cenho e relutante diz.

Nash: Ceeeerto... Vou pedir que Dolores lhe entregue uma quando sair. Mas antes, eu devo perguntar. O senhor não tem intenções de sair bancando o detetive por aí, tem, senhor Carter? É mais interessante para nós que deixe o trabalho de policial com a polícia. Vou te dar uma cópia só porque acredito que o senhor possa ajudar com essa informação.

Então, Nash aperta o botão do telefone e pede à secretaria que tire uma cópia e que entregue a Jay quando ele saísse.

Nash: Voltando ao assunto... o senhor perguntou o que isso tinha a ver com o caso. Bem... talvez seja melhor que a senhora não ouvisse isso, Sra. Dougan.

Sra. Dougan: Não, por favor. Eu insisto em ficar.

Nash: Muito bem.

O detetive apoiou a bunda sobre a mesa e cruzou os braços, mas não sem antes coçar o cavanhaque.

Nash: A vítima foi encontrada com diversos cortes sobre o corpo. Cortes que ainda não identificamos qual objeto causou, mas que logo teremos um positivo sobre o assunto. A questão é... este símbolo estava desenhado em cortes no peito da vítima. Entendam... estamos lidando com algo muito além de um simples estuprador ou sequestrador. Infelizmente, ainda não encontramos nenhuma informação sobre esta marca no corpo de Michelle... mas logo encontraremos.

Ele se afasta da mesa e oferece um lenço à Sra. Dougan, que estava chorando em silêncio.

Nash: Eu sinto muito... por todos vocês. Estamos fazendo o nosso melhor. Se mais alguém tiver alguma informação, este é o meu cartão.

Ele então entregou cartões de visita a todos ali.

[OFF: QUANDO POSTAR, LEONARDO, JÁ INDIQUE AONDE SEU PERSONAGEM VAI, OK?]
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 58
Data de inscrição : 25/06/2015
Idade : 31

Ver perfil do usuário http://thefivegates.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 16 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Jay Carter em Ter Set 08, 2015 2:01 pm

- Nao, detetive Nash. Nao tenho o menor intuito de atrapalhar o serviço de voces, apenas uma memória fraca que já me fez esquecer os detalhes do desenho.

Jay não tocava há muito no assunto de sua filha, gostaria de esquecer o assunto e tocar o resto da sua miseravel e solitaria vida... mas agora, depois daquele sonho e do telefonema, um s3nso de vingança e injustiça lhe entalava a garganta e ele recuperou o desejo de busca-la... sabia que estava morta, mas precisava de respostas para acalmar sua alma atormentada.
ofereceu um lenço à sra Dougal quandi ela começa a chorar, coloca a mao em seu ombro e aperta-lhe dando algum conforto.

- eu sei o que esta passando senhorita e compartilho de sua dor, voce precisa ser forte, ok?

Ele gostaria que as horas passassem mais rapido para poder ir ao bar... esperava que nao fosse uma brincadeira de mau gosto. Quando sra Dougal lhe devolve o lenço ele pede que fique com ele. Volta a seus pensamentos e lembra-se que pelo menos agora existem pistas, mas... o que aqueles casos tinham a ver com Jane? Isso ele nao sabia, teria que perguntar ao policial.
por costime coloca um cigarro na boca mas em um segundo o recolhe sabendo que nao pode fumar no local.

- desculpe, o assunto me deixa nervoso. Detetive Nash, o que esses casos tem a ver com minha filha? Ela desaparecej no pantano e nunca fora encontrada.

Depois da resposta do detetive ele agradece, sai, pega a foto, retorna para casa para pegar sua espingarda e e tra no pantano, em direção à casa de sua avó
avatar
Jay Carter

Mensagens : 11
Data de inscrição : 07/09/2015
Idade : 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 16 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Admin em Ter Set 08, 2015 2:12 pm

A sra. Dougan aceita o lenço e apenas concorda com a cabeça quando Carter oferece algum conforto emocional a ela.

Depois, Carter pergunta ao detetive o que aquele caso teria a ver com o desaparecimento de sua filha. O detetive coça o cavanhaque como de costume e então responde.

Nash: Bem, Senhor Carter. As meninas desapareceram com o mesmo padrão. Todas no distrito francês, todas com a idade parecida, todas entre 18 e 21 horas e todas desapareceram com um período de apenas um dia para o outro. A sua filha foi a quarta a desaparecer e depois dela, mais nenhuma. Talvez ela realmente tenha se perdido no pântano, senhor Carter, mas não podemos descartar a possibilidade que ela tenha sido vítima do mesmo criminoso que pegou as outras três, entende?

A conversa se encerrou ali. Quando Jay saiu, a secretária da delegacia entregou a ele um envelope timbrado da delegacia de Nova Orleans e dentro estava uma cópia do desenho dobrada em três partes.

Ele tomou o rumo para a casa da sua velha avó.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 58
Data de inscrição : 25/06/2015
Idade : 31

Ver perfil do usuário http://thefivegates.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 16 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Admin em Sex Set 11, 2015 12:58 am

VINDO DAQUI

Chegando às portas da delegacia, Albert pode ver que ela está um tanto movimentada do lado de fora. Três rapazes que parecem meio metidos a punks estão do lado de fora, conversando e fumando. Do outro lado da rua, mais mendigos batucando em troca de alguma grana. Enquanto isso, os punks conversam um pouco alto.

Garoto Punk: Esses canalhas de uniformes não podem fazer isso com o Crash!

Garota Punk: Eles vão ver! Vamos pichar esse bairro todo se não soltarem o meu Crashie logo!

Entrando na delegacia, o professor Albert se deparou com a secretária, que pediu que ele esperasse num sofazinho que normalmente era reservado para pessoas que estavam sendo fichadas. Os gritos da sala de interrogatório podiam ser ouvidos dali.

Soap: Vamos lá, Crash! Eu ***** ***** * *** diab** **** **** faze*** na ***** *** *******zas!

Crash: Eu já *****, *** ******! Eu não *** ** ***** *******! ** tava ** ******* ** ****, porra!

Sopa: **** ** ***** ** vou sa****, * **, *****... **** *** ***** numa ****, ouviu?

A porta da sala de interrogatório se abriu e de dentro saiu um garoto também com um baita jeito de revoltado. Soap botou a cabeça pela porta.

Soap: Cai logo fora daqui, marginal, antes que eu mude de idéia!

Crash: Vá se ferrar!

Então, o detetive voltou sua atenção para Albert.

Soap: Ah, professor Winston! Bom te ver! Vamos falar no escritório, sim?

Ele olhou para a secretária enquanto abria o escritório dos detetives com uma chave.

Soap: Julia, café para nós, por favor.

Ele entrou e sentou-se na sua cadeira, fazendo menção que o Professor sentasse à sua frente.

Sopa: Muito bem... podemos conversar. O que foi?


Crash
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 58
Data de inscrição : 25/06/2015
Idade : 31

Ver perfil do usuário http://thefivegates.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 16 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Albert Winston em Sex Set 11, 2015 9:31 am

Quando chego na delegacia estranho a presença dos punks, mas imagino que seja apenas a rotina de lá, investigando outros problemas, afinal aquele homicídio com certeza não é o único crime na cidade.

Fico esperando e pensando nas descobertas e no quanto esse caso parece perigoso. Não é paranoia ser dez vezes mais cauteloso como busquei ser até esse momento. Quando o punk sai e o Sr. Soap me chama para sua sala me levanto, o cumprimento e entro, levando minhas coisas.

Já em sua sala me sento em uma cadeira à frente de sua mesa, coloco a mochila no colo e tiro o livro de dentro, mostrando-lhe as páginas com as informações sobre o Culto a Damballah, bem como lhe entrego o pendrive.

- Detetive, no meu tempo de pesquisa encontrei isso. Esse símbolo se trata de Damballah, a Serpente do Mal, um dos Loas do vodu haitiano. É considerado um dos espíritos mais cruéis dentre os Loas, sendo ligado à traição e vingança. Nada de bom se pode esperar de algo ligado a Damballah.

Passo mais algumas páginas e mostro o restante do texto que li anteriormente.

- No fim do século XVII eles foram banidos do Haiti e alguns aparentemente vieram para os Estados Unidos. Praticavam vários atos abomináveis, como sacrifícios de animais e humanos, banhos de sangue e até mesmo o canibalismo! Pelas informações, o culto fora extinto há mais de 100 anos, mas houve um caso que envolveu os hábitos dos cultistas, mas a polícia na época descartou qualquer relação ao culto da Serpente do Mal, porém levou os criminosos à forca.

Aponto para a inscrição no livro e continuo:

- Há também esse detalhe, inspetor. Alguém com acesso à biblioteca leu especificamente essas páginas e escreveu o que parece ser "ro744ec" no canto da página. Não sei se é recente ou antigo, mas talvez alguém de dentro da universidade, podendo ser mesmo um ex-aluno que já saiu, tem envolvimento com o sequestro e morte da garota. Nesse pendrive há cópia das páginas desse livro. Se investigar aqueles que tiveram acesso ao livro poderia lhe dar um norte. Fale com a Sra. Sheyla...

Paro um pouco, penso algo que chega a soar absurdo e meio que descarto, voltando atrás em seguida no raciocínio:

- Inspetor, eu conheço a bibliotecária e sei que é uma pessoa boa e é quase impossível ter parte nisso, mas é afrodescendente. Acho muito difícil, mas não haveria possibilidade de ela ter origem haitiana?

Além de Sheyla penso também em Diana, que está realizando uma pesquisa especificamente sobre vodu haitiano e tem origem no Haiti. Com relação a ela não sei se devo envolver ainda.
OFF: Raphael, ontem quando postei e tu pediu pra eu dizer o que iria fazer, eu tinha parado naquele ponto porque esperava saber se poderia distinguir se a inscrição era antiga ou nova e continuar o que iria fazer. No entanto, depois que continuei não tive resposta se era antiga ou recente a inscrição.
avatar
Albert Winston

Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/09/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 16 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Admin em Seg Set 14, 2015 11:27 pm

O detetive Soap ouve todas as explicações e teorias do professor Winston e então responde:

Soap: Bem, professor, antes de tudo obrigado pelas informações. Se precisarmos de mais alguma coisa desse gênero eu ligo para o senhor. Quanto às suas suposições... bom, a grande maioria dos negros desta cidade são de origem haitiana, então é difícil fazer alguma acusação. Quanto à sua bibliotecária... acho que o senhor é muito mais apto a me responder sobre ela do que eu, não acha?

Ele tira um cartão e entrega para ele.

Soap: Façamos assim... Se o senhor notar algo suspeito, o senhor me dá uma ligada, ok? Agora, com licença... eu vou juntar as informações que o senhor me deu com as que eu e o detetive Nash juntamos.
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 58
Data de inscrição : 25/06/2015
Idade : 31

Ver perfil do usuário http://thefivegates.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 16 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Albert Winston em Ter Set 15, 2015 10:33 am

Recebo o cartão e o guardo no bolso. Agradeço ao Sr. Soap a atenção e falo:

- Eu que agradeço! Saber que meus conhecimentos podem ajudar de maneira prática me entusiasma! Mas bem... Realmente não quero tomar mais tempo. Boa sorte, inspetor!

Espero o Dr. Soap pegar os arquivos escaneados no pendrive e me retiro da delegacia. Olho no relógio e penso:

(Acho melhor voltar para a Biblioteca e devolver o livro.)

Volto para a universidade e sigo para a Biblioteca. Se não estiver aberta ainda, aguardo na minha sala até dar o tempo que ela abre novamente. Após a devolução do livro, me retiro da biblioteca e retomo meus afazeres na universidade. No fim do meu expediente, volto para casa.

Já em casa faço um rápido jantar (um sanduíche de mortadela) e como assistindo televisão que, dentre as notícias da noite, repete o que já está nos jornais sobre a menina encontrada no museu. Fico pensativo e reflito sobre os acontecimentos de hoje e uma leve paranoia volta com a suspeita de que Diana ou a Sra. Sheyla poderiam ter algum envolvimento com o livro, porém lembro-me do que o Sr. Soap disse, sobre os negros de Nova Orleans serem quase todos de origem haitiana.

Para relaxar, preparo uma dose de Whisky com gelo e bebo devagar vendo televisão. Depois que o jornal acaba vou ao meu computador e revejo as páginas escaneadas do livro sobre Damballah e passo a pesquisar sobre esse culto na internet até bater o sono, momento em que vou dormir em meu quarto.
avatar
Albert Winston

Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/09/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 16 DE JUNHO DE 2010

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum